Encontro inter-religioso brasileiro sobre a abordagem da desigualdade e exclusão na agenda de desenvolvimento pós 2015

CLAI-Secretaria Regional Brasil - 25/03/2015

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O encontro contou com a participação de autoridades governamentais de ministérios, lideranças religiosas e o staff de UNFPA, representado por Marcela Suazo, Diretora Regional para América Latina e Caribe e Cecilia Maurente, Ponto Focal para as OBF - Organizações Baseadas na Fé. O CLAI esteve representado pela seguinte delegação: Felipe Adolf, Carlos Tamez, Cecilia Castillo, Ester Lisboa, Darli Alves e Julio Murray. Como CLAI tivemos várias funções de destaque no evento: moderação de mesas de debate, apresentação painéis e  redação do documento final que está abaixo:

 

EM PARCERIA COM

 UNFPA logo 

 

ENCONTRO INTER-RELIGIOSO BRASILEIRO SOBRE A ABORDAGEM DA

DESIGUALDADE E EXCLUSÃO NA AGENDA DE DESENVOLVIMENTO POS-2015

SÃO PAULO, 25 DE MARÇO DE 2015

 

DECLARAÇÃO FINAL

 

Nós, lideranças religiosas e representantes das organizações baseadas na fé do Brasil reunidas na Cidade de  São Paulo, no 25 de março de 20155, no Encontro Inter-Religioso Brasileiro sobre a Abordagem da Desigualdade e Exclusão na Agenda de Desenvolvimento Pós-2015, organizado pelo Conselho Latino-americano de Líderes Religiosos - Religiões pela Paz, em parceria com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), o Conselho Latino-Americano de Igrejas (CLAI) e World Vision América Latina e Caribe, decidem  posicionarem-se para:

 

§  Dar maior atenção e protagonismo ao tema da juventude pois constata-se que a juventude não é prioridade nos ODS na agenda pós 2015.

 

§  Envidar todos os esforços possíveis para incidir na agenda atual a qual tem como prioridade a governança mundial onde o desenvolvimento está em um marco tridimensional: econômico, social e ambiental.

 

§  Superar o preconceito em relação à condição social a qual é fundamental para eliminar a pobreza e a desigualdade.

 

§  Reconhecer que as iniciativas colocadas em prática para o fim da miséria é só começo de um processo ainda mais amplo que pressupõe o acesso equitativo aos Direitos Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais (DESCA) em sua plenitude.

 

§  Resignificar a pobreza como a falta de acesso a direitos fundamentais e superar antigos estereótipos pautados meramente em parâmetros econômico-financeiros.

 

§  Empoderar as pessoas mais excluídas e empobrecidas com iniciativas que lhe possibilitem a ter acesso a direitos fundamentais inerentes à dignidade humana.

 

A partir dos desafios anteriormente mencionados é importante:

§  Criar espaços e mecanismos de diálogo e formação (informação adequada para o público adequado) dentro dos espaços públicos e religiosos.

 

§  Incidir nas instâncias de tomada de decisões em todas as esferas (Federal, Estadual e Municipal) dos poderes constituídos, quais sejam: Executivo, Legislativo e Judiciário, e participar ativamente de maneira propositiva na formulação das políticas públicas.

 

Finalizando é importante destacar que a partir do preceitos e valores das diversas religiões o ponto chave de convergência para um objetivo comum é a promoção da dignidade humana em conjunto com o respeito e cuidado do meio ambiente.

 

Cidade de São Paulo, 25 de março de 2015




« Voltar

Compartilhe

 

Conselho Latino Americano de Igrejas - Região Brasil
Rua Amaral Gurgel, 452 - Sobreloja Vila Buarque Cep: 01221-000 São Paulo - SP
E-mail: claibrasil@claibrasil.org.br